quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Boletim Dolores - Janeiro de 2015


Dolores Boca Aberta Mecatrônica de Artes, nome e sobre nome, somos nós. 
Nós numerosos, críticos, politizando-se. Nós trabalhadores da vida social e fazedores de arte na vida poética que nos constitui como ser social. 
A Dolores, isso, o Coletivo Dolores é uma Mulher, que faz teatro com os filhos no peito, amamentando, que esbraveja, acalenta, cria, briga, ama e pulsa. 
Dolores menina faceira, completa em 2015, 15 anos, uma debutante às avessas, que faz mutirão e festa, com cerveja e poesia nas margens do Morro Vermelho e beija sorrindo estrelas e canta canções de ninar sonhando com Carnavais ContraHegemonicos que atravessam portões e cavalarias, desempoçam vitrines Louis Vuitton, talhando instituições bancárias e incendiando papéis do agronegócio, enquanto a fogueira esquenta os tambores para o Jongo no terreiro, e, foliões embebidos na farra, banqueteiam-se em vinho, queijos e outros líquidos excitantes.  
Somos nós, A Dolores, uma Mãe em incansáveis ocasiões. Agindo como Mãe, errando como Mãe, admitindo e amando como Mãe, no imediatismo dos nossos aluguéis, da compra do mês, do cigarro barato, da cerveja no copo, dos rascunhos nos papéis, dos cafés, dos poemas, dos amores, da cozinha cheia, dos risos, nas piadas e nas esquinas que a vida nos opõe.  
A Dolores é um coletivo que abraça o mundo de forma poética, artística e carnavalesca, porque sonha em sambar nas Casas Embebedando-se de Toró, subir em pés de Bergamotas e despertar-se do Jornal Nacional, porque lê os poemas do Piva e faz peça de teatro, dança como Sombras Neste Incêndio, milita e atua como sujeito periférico, trabalhador e fazedor de arte que não se deslumbra em Meninos Diamantes do Indivíduo Individual. 
A Dolores nesse último ano, quis ser maior ainda, pariu muitos filhos e muitos sonhos, e como Mãe Dolores que é passou por processos e transformações e como não se pode viver sem Comer, Dormir e Trepar, inventou a Trilogia da Necessidade.  
Nossas Longas Pernas de Subir Colinas nos levam por caminhos de Lutas, onde nossa poética em comunhão com companheiros que bradam (em oposição) às formas opressoras estabelecidas por instituições financeiras, que clamam revoluções contra Barões, Primeiras Damas da Barbárie e Canapés servidos nas galerias de artes luz fria.  
Somos uma varanda, vasta, onde debruçam sonhos, inquietações e poesia que transformamos em luta. 
Erika Viana
Dirce Ane
(clique no quadrinho para vê-lo ampliado)

. . . . . . . . . . .

Para mais informações sobre alguma atividade ou notícia desse informativo, acesse nosso blognossa página no facebook ou mande um e-mail para gente: doloresbocaaberta@gmail.com

. . . . . . . . . . .


CDC Vento Leste – Rua Frederico Brotero, 60 – Cidade Patriarca 

Acesse o blog do CDC Vento Leste:

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Boletim Dolores - Dezembro de 2014



No imediatismo do dia: comer ou não comer, eis a questão.
No imediatismo do mês: pagar ou não pagar o aluguel.
Eu fico olhando pro céu: meu deus, tudo vai mal!
Mas ao olhar as estrelas, meu imediatismo é sideral.
Naiman

Aiai, no nosso trabalho chamado Casa de Dolores (2003) o personagem Clou - palhaço de teatro\ator de circo - vivia seu drama pessoal sintetizado na canção do querido Naiman, acima exposta. A precariedade da vida daquele trabalhador das artes era facilmente identificada com a vida do público presente. A aparente particularidade da ficção se espelhava numa generalidade de casos reais.

O trabalho cotidiano do Dolores continua assolado pelos imediatismos do dia, do mês... e nosso foco sideral, nossa utopia sangra e ganha sinais de tempo.

Ainda portamos a chama das transformações e o desejo revolucionário assenta-se na calma da luta histórica. Ainda convictos, ainda trabalhadores precarizados, produzindo ainda...

Em meio à avalanche de necessidades conseguimos alinhavar outra grande experiência estética. O "Rolezinho Político-Carnavalesco" - encenação ainda inédita - já engatinhando pelas ruas e espaços parceiros. Tivemos a grata oportunidade de mostrá-lo para militantes-estudantes de 17 países latino-americanos na Escola Nacional Florestan Fernandes do MST, depois a alegria de dialogar com nossos amigos da Brava Companhia e o pessoal do Sacolão e agora, seguimos com nossos parceiros do Movimento de Teatro de Rua (MTR) na mostra Lino Rojas.

Mais de uma década após os dramas de Clou nossas necessidades ainda se condensam em aluguel, comida, trabalho. A temática de nossas produções estéticas ainda circundam estas questões não resolvidas e, como demonstra as relações mercantis e capitalistas, distantes de resolução.

As criações críticas fluem reanimando a luta e a espiral dos movimentos reapresentam temas. Nossa Didi voltou a produzir quadrinhos, e estes marcados pela mesma luta, embora outra, e os mesmos temas, apesar de reproduzidos todos os dias pelas forças que nos governam, oprimem e atravessam.
Luciano Carvalho

Dirce Ane
(clique nos quadrinhos para vê-los ampliados)



O ano de 2014 chega aos seus últimos dias, com suas últimas forças. 
Dia 4 de dezembro, às 18h30, na Praça do Patriarca, fazemos nossa 
última apresentação do "Rolezinho Político-Carnavalesco" 
E pra finalizar, uma leva de mutirões de organização do nosso espaço, 
algumas conversas importantes (15 anos de Dolores já tá na esquina!) 
confraternização e descanso. 
Que 2015 seja um ano de muito trabalho, alegria e luta!!
"Só a luta muda a vida!"

E o Jongo dos Guaianás segue com suas rodas na Comuna Dolores Guaianases. 
Para acompanhar as atividades, siga o perfil do Jongo dxs Guaianás no facebook.

. . . . . . . . . . .

Para mais informações sobre alguma atividade ou notícia desse informativo, acesse nosso blognossa página no facebook ou mande um e-mail para gente: doloresbocaaberta@gmail.com

. . . . . . . . . . .


CDC Vento Leste – Rua Frederico Brotero, 60 – Cidade Patriarca 

Acesse o blog do CDC Vento Leste:

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Boletim Dolores - Novembro de 2014


Passado mais um Outubro bordeaux, lembremos do Nov... embro

“(…) sobra sebastião
catando guimbas açucaradas
meninos cola-tocadores
de pífanos e cachimbos
engraxando cães-noturnos-policiais

enquanto isso
madames-ONG negociam melaninas

na avenida
Santo-Coração”

Das indisposições no posicionamento dos braços, direitos e esquerdos, esqueletos debruçados sobre os ombros dos outros em trens lotados, em latas de tinta vazia, e uma vasilha onde se lava uma caneca de arroz pra dez bocas, uma cortina de fumaça ainda por desfazer, existe - Entre o vai-vem da Cidade em riste (non ducor, duco), assimetrias nos olhos rescém-azul-adolescidos dos nuulistas, em dia-a-dia com a academia e o pilates - “Lavo minhas mãos!” - e de tanto tontear pelas beiradas dos agrotóxicos e dos pesticidadanias, nossos corpos enfeitados de Oxi, tattoos, blue-jeans,  fésti-fudis, greek barbecue, johnsons e johnsons, e hippie-rópi e samba roots, a alternativa nos impõe que não façamos de conta - De cá pra lá, gastaremos as solas do sapato até atingir o Zênite de Nov...embro, quando lembro de Junho, e que as folhas do calendário não renascem junto aos ramos da Primavera, e só secam, e sossegam as gargantas sem água, até que se inflamem novamente, mentes e corações, decididamente, e prestes a tomar com o corpo a própria História...

...porque daqui em diante o Carnaval continuará, pra além de Fevereiro, nos lambendo e saturnando nosso próprio samba-enredo: “Fogo nos Palácios, Paz às Periferias!”
Tiago Mine



Nesse mês começamos a circulação de final de ano de nosso "Rolezinho Político-Carnavalesco", experimento cênico-batuqueiro do grupo. Nosso ensaio aberto acontece em espaço privilegiado, na Escola Nacional Florestan Fernandes do MST no dia 7 de novembro. Em seguida temos mais duas apresentações agendadas: no dia 22 de novembro, nos apresentaremos na sede da Brava Companhia, no Sacolão das Artes na ZS de São Paulo, e no dia 4 de dezembro às 18h, na Praça do Patriarca pela Mostra de Teatro de Rua Lino Rojas.

E o Jongo dos Guaianás segue com suas rodas na Comuna Dolores Guaianases. Para acompanhar as atividades, siga o perfil do Jongo dxs Guaianás no facebook.

. . . . . . . . . . .

Para mais informações sobre alguma atividade ou notícia desse informativo, acesse nosso blognossa página no facebook ou mande um e-mail para gente: doloresbocaaberta@gmail.com

. . . . . . . . . . .


CDC Vento Leste – Rua Frederico Brotero, 60 – Cidade Patriarca 

Acesse o blog do CDC Vento Leste:

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Boletim Dolores - Outubro de 2014


Nas avaliações percebemos o quão interessante foram as pesquisas que realizamos com a divisão do Dolores nos núcleos, mas o futuro nos pede trabalhos em conjunto com todos os “dolorianos”, e nós resolvemos aceitar esse pedido.
Foi nesse mês também que passamos susto. Tivemos a “visita” de uma fiscal da prefeitura que nos ameaçou de despejo, dizendo que não tinha conhecimento do que estava acontecendo no CDC. Estranho foi o fato de que só agora tenha percebido a movimentação, depois de mais de 10 anos que desenvolvemos atividades no
espaço. Como resposta, juntamos materiais destas atividades e nos organizamos com os demais coletivos ocupantes do CDC Vento Leste para uma reunião na Subprefeitura da Penha. Após a surpresa pelo número de atividades que os grupos desenvolvem, tivemos como resultado o comprometimento do subprefeito em nos ajudar na regularização do espaço e na intermediação com a Secretaria de Esportes.
Por fim, a busca constante para viabilizar nossa luta político-artística, nos fez parar para produzir coletivamente novos projetos. Fomos por alguns caminhos que o Dolores pouco trilhou, de procurarmos nos desafiar para outros cantos do Brasil, para outros cantos fora do CDC.
Queremos mesmo é trocar experiências, fazer novas parcerias e nos enriquecer com novas histórias… esperamos que isso nos paute para novas e futuras atividades.
Maria Aparecida

Acontecendo...


No mês de setembro, retomamos os ensaios do nosso "Rolezinho Político-Carnavalesco", debatendo e pensando seu formato final para as apresentações que teremos no final do ano. Batucar, ensaiar e debater nos faz muito bem!
E o Jongo dos Guaianás segue com suas rodas na Comuna Dolores Guaianases.

Para acompanhar as atividades, siga o perfil do Jongo dxs Guaianás no facebook.
Novos vídeos do Dolores no ar:

Sobre o espetáculo do "P.U.T.O." e sobre o "Rolezinho Político-Carnavalesco"
. . . . . . . . . . .
Para mais informações sobre alguma atividade ou notícia desse informativo, acesse nosso blog,

nossa página no facebook ou mande um e-mail para gente: doloresbocaaberta@gmail.com
. . . . . . . . . . .

CDC Vento Leste – Rua Frederico Brotero, 60 – Cidade Patriarca
Acesse o blog do CDC Vento Leste:

http://cdcventoleste.blogspot.com.br/

Boletim Dolores - Setembro de 2014

Informativo Mensal
Coletivo Dolores Boca Aberta
Nº 11 - Setembro de 2014

 

banner
"Aquele Abraço"
Diário a bordo do busão: carrega o ônibus. Pegaram os equipamentos, instrumentos?! Novos amigos... Não esquece as papinhas! Quem falta? Pegamos tudo? Simbora. E com o pé e os pneus na estrada, já pode pega o violão e... faz o passadão! Sampa vai ficando para trás, Riode Janeiro, Linha Vermelha, o dia todo passa... Pôr do sol.
Primeira parada (“oficial”) acontece em Manguinhos, com a querida Marcela Pronko, que nos recebeu com os alunos da FioCruz. Entre uma poesia e outra cantoria, pudemos desenrolar um bate papo sobre teatro mutirão, militância, ocupação artística e sobre os perrengues cotidianos que todos nós, trabalhadoras e trabalhadores, enfrentamos.
Noitinha caindo, hora de esticar o esqueleto, o céu parece ter fogos de artifício, mas o clima tá tenso... Segue pra outra direção. Dona Nazaré tem um cantinho... Sabadão cedinho hora de subir o morro e receber uma acolhida com almoço delícia, vista panorâmica incrível, e carinho com o pessoal do Teatro de Operações.

Depois da intervenção, com fragmentos da Trilogia da Necessidade, seguimos a noite de sábado com um debate que recebeu grupos e parceiros convidados a participar do festival, circulando a conversa sobre o que bem sabemos... fazer coletivo, arte-periferia-resistência.
A noite se encerra com um sarau à carioca, ocupado pelos paulistas um tanto descompassados, com funk no salão e violão na fogueira!
Domingo livre, uns vão a praia, outros pro piscinão. Na nossa primeira “turnê” fora do estado deu tempo até praum cafezinho com Marildo Menegat!
"...Meu caminho pelo mundo..."
Glória Orlando

Acontecendo...


Nos dias 15 e 16 de agosto, estivemos no Rio de Janeiro fazendo apresentações com parceiros importantes. Veja mais aqui...
Teve mais uma roda de jongo "vitaminada" na Comuna Dolores Guaianases.

Para acompanhar as rodas, siga o perfil do Jongo dxs Guaianás no facebook.
Outra reflexão sobre dimensões do nosso trabalho:
"Sobre nossos filhos e sobre o 'trabalhador-artista'"
. . . . . . . . . . .
Para mais informações sobre alguma atividade ou notícia desse informativo, acesse nosso blog,

nossa página no facebook ou mande um e-mail para gente: doloresbocaaberta@gmail.com
. . . . . . . . . . .

CDC Vento Leste – Rua Frederico Brotero, 60 – Cidade Patriarca
Acesse o blog do CDC Vento Leste:

http://cdcventoleste.blogspot.com.br/

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Novos vídeos: "P.U.T.O." e "Rolezinho Político-Carnavalesco"

Está no ar dois novos vídeos sobre dois dos mais recentes trabalhos do Dolores.

O primeiro deles diz respeito a circulação do "Rolezinho Político-Carnavalesco" e de muitas ações da nossa batucada no último ano.



O segundo é do "P.U.T.O.", produção do Núcleo de Poesia, Erotismo e Periferia do Dolores. A edição mostra um pouco do espetáculo que entrará em cartaz em breve no CDC Vento Leste.